...

Por que é preciso ser um advogado com habilidades de um gestor?

Muitos profissionais da área de direito investem em conhecimento técnico frequentemente e acreditam que essa é a melhor forma de construir uma carreira sólida e de sucesso. Sem dúvida alguma ter um bom currículo, referências profissionais e se especializar para realizar uma prestação de serviços de qualidade e reconhecida é muito importante, porém, para tornar a advocacia uma atividade lucrativa e rentável, é necessário fazer mais que cursos, leituras de livros e especialização. Atualmente se transformar em um advogado gestor para o seu escritório é algo fundamental.

Inúmeros profissionais não sabem a melhor maneira de administrar seu escritório, como delegar tarefas, acompanhar resultados e acabam ficando sobrecarregados, estressados, com trabalhos atrasados e é claro, resultado comprometido. As consequências disso são horas e horas de trabalho e baixo resultado. É aí que entra o papel do advogado gestor, função que necessita do desenvolvimento de algumas habilidades e competências específicas.

Mas para que realmente serve um gestor em um escritório de advocacia?

Em um momento em que a Advocacia enfrenta um mercado extremamente competitivo, o tema da gestão legal está em alta, muitos escritórios de pequeno e médio porte cogitam investir na contratação de gestores jurídicos para administrar os aspectos corporativos que envolvem o trabalho de advogados e colaboradores.

Atualmente a gestão jurídica está deixando de ser um luxo ou até mesmo um privilégio somente para grandes escritórios, e está se tornando uma prática para qualquer perfil de negócio da advocacia.

Mas o que é e o que faz um gestor jurídico? Será que os escritórios de pequeno porte têm condições de contratar um profissional que assume a função de gestor jurídico?

O gestor jurídico é a pessoa responsável por planejar, orientar, acompanhar, controlar e analisar as atividades de uma empresa.

Então as responsabilidades de um gestor são:

  • coordenar o planejamento das estratégias do escritório;
  • orientar a equipe sobre a execução do planejamento;
  • acompanhar a execução dos planos;
  • planejar e executar medidas corretivas e de controle para os casos em que os resultados não sejam satisfatórios;
  • planejar e executar medidas preventivas evitando problemas e resultados negativos;
  • obter, acompanhar e analisar os resultados obtidos, gerando dados confiáveis para tomada de decisões;
  • revisar planos e propor mudanças nas atividades quando necessário;

A função de um gestor jurídico é estratégica, existem várias empresas que o contratam para assumir rotinas e atividades do escritório, como atendimento ao cliente, acompanhamento de processos, arquivamento, diligências em fóruns, entretanto, o foco desse profissional deve ser outro, para que suas habilidades possam ser aproveitadas ao máximo.

Se ele for ocupado com tarefas rotineiras, manuais e muitas vezes repetitivas, não terá tempo para pensar e agir estrategicamente e assim, o escritório perderá a oportunidade de aproveitar e utilizar a expertise desse profissional com habilidades específicas.

Mas e como é a atuação do gestor jurídico em escritórios pequenos?

Para a realidade dos escritórios de pequeno porte ou ainda de advogados liberais, pode ser oneroso e até mesmo um excesso que não se justifica. Esse perfil de profissional pode sair até mais caro que um bom advogado.

Mas isso não significa que, a gestão não caiba aos “pequenos”. Se os advogados saírem da zona de conforto, abandonando a prática de executores apenas, que se envolvem em tudo e acompanham os detalhes, e assumirem um comportamento mais estratégico, com planejamento, é possível ser um gestor jurídico até mesmo para quem trabalha sozinho, executando as atividades da advocacia.

Sair da zona de conforto significa aprender a ser mais produtivo, realizar uma gestão mais inteligente, administrar o tempo adequadamente e, principalmente, aprender a desenvolver habilidades de gestor e aprender como fazer gestão.

Para os escritórios menores, com uma rotina e uma realidade menos complexa, um gestão financeira, uma gestão de marketing e de processos, fariam toda diferença e garantiria um excelente resultado.

 

Trazendo para a realidade!

Imagine um pequeno escritório com 3 advogados:

Um dos advogados com perfil mais empreendedor pode assumir a figura do gestor de marketing jurídico, se responsabilizando pelo site, a produção de conteúdo para o Blog e redes sociais e pelos planos estratégicos de divulgação na Internet.

Outro, com um perfil mais metódico e financeiro pode fazer a gestão financeira, criando planos de controle, utilizando ferramentas para acompanhamento do fluxo de caixa, gerando relatórios de controle da saúde financeira do escritório de advocacia.

E o terceiro, poderia ficar responsável pela gestão jurídica propriamente dita, cuidando das estratégias processuais e acompanhamento das rotinas ligadas às causas e ao atendimento dos clientes.

Essa prática é algo totalmente possível e que traria bons resultados, tendo em vista que com um volume menor de clientes a gestão se torna proporcionalmente menos complexa.

Vale a pena mudar a não ser que você, advogado e advogada, esteja totalmente satisfeito com os resultados pois, quem faz a mesma coisa sempre, tem que se satisfazer com os resultados que sempre obteve.

Mas e aí? E agora que você já sabe que o papel do gestor jurídico é importante, seja ele um profissional específico para isso ou um advogado que desenvolverá esse papel?

Veja as habilidades que esse profissional deve ter:

1. Conhecimento do mercado e foco nas tendências

Gerir um escritório de forma profissional e com foco em resultados exige conhecimento docenário mercadológico. O advogado gestor busca informações do mercado em que atua e assim, consegue identificar boas oportunidades a partir das análises. Uma visão ampla proporciona ao profissional a possibilidade de avaliar estratégias mais competitivas, ganhando assim maior destaque no cenário jurídico.

Quando se conhece bem o mercado em que atua consegue identificar tendências e oportunidades. Os mais empreendedores até conseguem usar as adversidades a favor do seu negócio.

Para ser um bom advogado gestor é importante estudar as áreas do Direito que possuem maior demandas, qual o perfil do seu público alvo, como a concorrência vem se posicionando e outros fatores. Essas informações são básicas e fundamentais para criar um plano de ação que permita colocar seu escritório em um ponto de destaque e criar uma marca de sucesso.

2. Investimento em informação sobre gestão e marketing

Na faculdade o aprendizado é de muita teoria e a parte de administração geralmente fica a desejar. Por isso é tão importante buscar a capacitação e o aprimoramento das habilidades.

Graças à tecnologia o advogado pode usufruir de grandes benefícios com o uso de ferramentas que o auxiliam na gestão do escritório jurídico. Um software jurídico permite que ele gerencie o financeiro, o administrativo, as atividades, tarefas, processos, ou seja, toda rotina do seu escritório. Com uma ferramenta assim, ele organiza e automatiza uma série de rotinas, garantindo muito mais produtividade e resultado para o seu negócio.

Uma outra ferramenta que vem ganhando espaço na advocacia é o CRM. Muitos advogados já entenderam que o relacionamento com o cliente é a chave para fechar novos negócios e até mesmo conquistar novos clientes. Por este motivo muitos vem investindo em ferramentas que automatizam esse processo.

3. Desenvolvimento de competências comportamentais

Para ser um advogado gestor é necessário desenvolver algumas competências comportamentais. Habilidades como a auto motivação, estabilidade emocional, liderança, comunicação, relacionamento interpessoal, inovação e criatividade são características que merecem total atenção e evolução.

Focar no desenvolvimento dessas habilidades pessoais proporciona ao profissional uma maior capacidade na administração do seu negócio, sem que inclusive isso comprometa a sua vida pessoal e sua qualidade de vida.

Sim, ser um advogado gestor não é simples, é um desafio e requer disponibilidade, vontade e foco para o aprendizado. Entretanto, os resultados valem a pena! Por este motivo reflita sobre esse investimento, busque treinamentos e ferramentas que o capacite para a gestão do seu escritório com maestria.

Continue nos acompanhando através de nosso Site Oficial.  E também das nossas redes sociais: Facebook, Instagram e LinkedIn.

Grande Abraço!

Share this post on:
Redatora Especializada em Gestão Jurídica

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga-nos

Fique por dentro das novidades, lançamentos e muito conteúdo útil para o seu dia a dia.

Siga-nos

Fique por dentro das novidades, lançamentos e muito conteúdo útil para o seu dia a dia.