Direito Internacional: o que você sabe precisa saber para atuar nesse segmento.

O Direito Internacional é um ramo do Direito que atua com questões diplomáticas entre nacionalidades diferentes, sendo no setor público ou privado, ele ultrapassa os limites do estado nacional e tem seus princípios respeitados em quase todo o mundo.

Direito Público e Privado

Esses são as segmentações do direito internacional. O público envolve as relações entre estados soberanos e organizações internacionais, o privado é responsável pelas legislações de cada país que afetam a iniciativa privada.

Os profissionais do direito público são responsáveis em fazer acordos e convenções, com o objetivo de solucionar conflitos entre estados e/ou organizações, como a Organização Mundial da Saúde (OMS) e a Organização das Nações Unidas (ONU).

Já no Direito Privado os profissionais se envolvem na regulação de conflitos entre estados e empresas privadas, formulando maneiras e critérios de como se estabelecerá a relação jurídica neste caso, isto é, no caso de a empresa estar no país. No Direito Privado os advogados e advogadas podem atuar em questões de Direito Penal, Trabalhista e até no Direito de família.

No Direito Internacional Público, os princípios são:

  • Soberania do estado;
  • Instituição de uma norma jurídica internacional;
  • Soberania dos Estados, dos indivíduos e as suas especificidades;
  • Solução pacífica de controvérsias
  • Dever de cooperação Internacional.

Enquanto isso, no Direito Privado o princípio básico é a criação de leis que regularizem os contratos pactuados entre pessoas de diferentes nacionalidades, independentemente do tipo de contrato, seja familiar, trabalhista, comercial e outros.

Por que o Direito Internacional é importante?

Ele é uma área do direito essencial para identificar maneiras de legislar sobre as relações globais. Sendo assim, ele garante um respaldo jurídico em diversos temas, como por exemplo combate a crimes de guerra, genocídios, etc. e garante também que a vontade do mais forte não sobressaia perante as outras.

É fundamental que os profissionais do direito conheçam essa área, e para as empresas ou os que desejam se especializar, invistam em conhecimento e preparação, pois tendo domínio do negócio você evita infringir as leis e aprende como melhor utilizá-las.

Os advogados em geral bacharelados em Direito, podem atuar no Direito Internacional, contando que seja feito uma especialização na área de ciência jurídica estrangeira.

As formas de atuação nessa área:

 As áreas de atuação são várias, como família, diplomacia e outras. A atuação na área Corporativa é grande, Com a globalização e a expansão das empresas pelo mundo, a necessidade de adequação às regras empresarias de cada país tem se intensificado. Portanto, um advogado internacional pode atuar no Direito Tributário, Empresarial, Civil, independentemente do local da empresa. O advogado do Direito Internacional pode atuar em qualquer país, desde que tenha a formação e as permissões exigidas pelo mesmo.

Outra área de atuação desse profissional especializado em Direito Internacional, são os cargos públicos como a Diplomacia ou o analista de comércio exterior. E por último, entretanto não menos importante, tem o autônomo, que é o advogado atuando de forma autônoma e tratando os casos de imigração, arbitragem, cidadania e outros.

Fazendo Direito Internacional, posso atuar no exterior?

O advogado especializado em Direito Internacional pode atuar sim no exterior, desde que esteja apto aos requisitos de cada país. Para atuação por exemplo nos EUA, o advogado se forma em Direito, passa na prova da OAB e precisa ser aprovado na Ordem americana para atuar como advogado nos EUA.

Algumas dicas importantes para quem deseja atuar nesse segmento do direito:

1 – Estudar uma segunda ou terceira língua é cada vez mais um requisito, seja qual for sua área de atuação. Mas, em se tratando de Direito Internacional isso é fundamental.

2 – Conheça sempre o mercado e se prepare para as oportunidades que são eminentes.

3 – Esteja apto às mudanças sociais que acontecem no mundo. Acompanhe as novas regras, mudanças de legislação, mudanças de mercado e outros. Estude sempre!

4 – Busque conhecimento também fora do direito, conheça sobre economia, negócios, empreendedorismo, etc.

5 – Invista em tecnologia. Faz um certo tempo que o cenário jurídico está cada vez mais moderno. Portanto, usar as tecnologias para facilitar o seu trabalho é uma forma inteligente de otimizar a sua produtividade e garantir muito mais sucesso nas ações a serem executadas

Espero que o conteúdo tenha sido importante para novos objetivos e investimentos. Descubra qual é o seu foco e invista nele, se tornando um diferencial no mercado.

Continue por dentro de do universo jurídico acessando diferentes conteúdos em nosso blog e também nos acompanhe pelas redes sociais Facebook, Instagram e LinkedIn!

Até o próximo tema! 🙂

Share this post on:
Redatora Especializada em Gestão Jurídica

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga-nos

Fique por dentro das novidades, lançamentos e muito conteúdo útil para o seu dia a dia.

Siga-nos

Fique por dentro das novidades, lançamentos e muito conteúdo útil para o seu dia a dia.