...

Dicas para empreender em um escritório de advocacia

Ao finalizar o curso de direito muitos se perguntam como será a partir daí!
Ser um profissional autônomo? Trabalhar em um grande escritório de advocacia? Abrir o seu próprio escritório?

É muito importante considerar essa possibilidade: abrir o seu próprio escritório.

Um escritório de advocacia pode ser uma forma do profissional se destacar no mercado, ter a tão sonhada liberdade profissional e alcançar um maior número de clientes.

Empreendedorismo jurídico é um tema muito discutido atualmente, afinal o mercado jurídico está extremamente aquecido, com grandes oportunidades, novas profissões e inovações.

Entretanto, seguindo o fluxo desse cenário atual dúvidas podem surgir, como por exemplo: como abrir um escritório de advocacia? O que é preciso investir? Quanto de dinheiro preciso?

Sabemos que os cursos acadêmicos nem sempre oferecem todo o conhecimento necessário para a prática do mercado. Muitos advogados concluem a faculdade sem entender elementos importantes de administração, por exemplo. E para essa empreitada é importante compreender os aspectos fundamentais de gestão.

Continue lendo e confira quais as dicas podem ser importantes para que esse objetivo seja alcançado.

Inicialmente a regularização junto à OAB é de extrema importância para abertura do escritório de advocacia. Em seguida, sobre o capital financeiro é importante avaliar o local do seu negócio, materiais que serão utilizados, capital humano, entre outras questões que podem fazer com esse valor varie consideravelmente.

Iniciando a execução desse planejamento:

1. Escolha a área de atuação do seu escritório de advocacia

Já pensou em qual área irá atuar? Trabalhista? Criminal? Empresarial? São muitas opções e para essa decisão considere a expertise, o mercado, tendência, capacitação e faça sua escolha de acordo com seu modelo de negócio.

2. Conheça o mercado jurídico antes de abrir o seu escritório de advocacia

É fato que muitos profissionais primeiro avaliam o mercado e depois tentam entrar na área mais lucrativa. Entretanto, é preciso uma análise mais criteriosa já que tudo é muito mutável, dinâmico e o mercado de hoje não é igual ao de amanhã. Pode ser que com essa decisão você fique preso a uma área que não tem afinidade e consequentemente não atingirá o resultado desejado.

Leia também: Motivação e planejamento para o novo ciclo de 2021 no seu escritório de advocacia

Avalie o todo, conhecimento, afinidade, capacitação, rentabilidade e busque estudar um pouco mais sobre cada área e o mercado em que você está inserido. Após toda essa análise faça a sua escolha, lembrando que: o seu escritório de advocacia pode atuar em várias áreas diferentes do direito para isso basta apenas, que você e sua equipe estejam preparados.

3. Administre o financeiro do seu escritório

Um item muito importante desse planejamento é a gestão financeira do seu negócio. É com ela que será possível reduzir custos, alocar recursos, investir em inovações como marketing jurídico, RH e tecnologia.

É importante conhecer os princípios básicos de administração para inseri-los na gestão do seu escritório:

Adiantamento e reembolso de custas;
Gestão de contratos e cancelamento de faturas;
Honorários de sucumbência e ganhos de causas;
Indicadores de desempenho do seu negócio;
Entre outros.

Existem controles financeiros específicos para a gestão de um escritório jurídico. Pode ser que na fase acadêmica isso não tenha ficado tão claro, portanto, estude, busque um auxílio e conheça o primordial para que essa parte tão importante não fique para um segundo momento.

Considere como essencial o investimento em um software jurídico mesmo sendo na etapa inicial, pois através dele, você terá todo controle com registros, acompanhamentos, relatórios, para avaliar o andamento do seu planejamento financeiro, bem como o caminho que está seguindo para chegar no seu objetivo.

4. Defina o local onde abrirá o seu escritório de advocacia

Esse é um passo muito importante. Envolve produtividade, dinamicidade, praticidade e consequentemente rentabilidade. A localização do seu escritório fará toda a diferença no seu resultado. Escolhendo locais mais próximos a fóruns e tribunais por exemplo, a rotina do seu escritório será muito mais dinâmica.

Outro item básico é que você esteja perto da sua clientela, ou seja, localizado em lugares com grandes circulações.

Considere também a forma de locomoção de seus funcionários e clientes. Opte por um local que tenha um ponto de ônibus, metrô, fácil circulação de automóveis, estacionamento. Tudo isso parece sem relevância, porém não é. São fatores que fazem toda a diferença no resultado final e satisfatório do seu escritório de advocacia.

5. Avalie o custo para abrir o seu escritório de advocacia

Qualquer que seja o negócio, sem sombra de dúvidas, o dinheiro para se empreender é um item importante e crucial para a execução. A maioria dos profissionais não sabem do valor que precisa e sentem muito receio de não ter o suficiente. É preciso avaliar os custos com aluguel, internet, mobiliário, mão de obra, entre outros elementos que compõem um negócio.

Os valores podem variar de acordo com o perfil do seu escritório. Trace um planejamento inicialmente e com ele defina um valor para se trabalhar. Faça vários orçamentos, avalie necessidades reais nos primeiros momentos, defina prioridades e foque no que tem disponível para investir.

6. Invista no marketing jurídico

Considerando todo planejamento e inclusive o orçamento disponível, pode ser que o marketing jurídico fique em um segundo momento. Entretanto, como dica, faço questão de ressaltar a importância desse investimento, bem como, do software jurídico. Em um mercado tão competitivo, começar com esses aliados fará toda a diferença na captação de clientes e com certeza no crescimento do seu escritório.

Invista na contratação de profissionais que conhecem o mercado jurídico, inclusive porque o mesmo possui algumas regras definidas pelo código de ética da OAB.  Faça opções por conteúdos relevantes e informativos para blogs, sites e redes sociais. Use os canais digitais para promover artigos, interagir com o público e construir uma boa marca e uma excelente relação com seu cliente.

Enfim, faça o planejamento e empreenda!!!!!!

Planejar é fundamental para que passos importantes não sejam esquecidos. Sem ele pode ser que você não consiga identificar as dores e necessidades do mercado, ponto importante para definir a área de atuação por exemplo, além de provavelmente não conseguir definir bem por onde e como começar a atuar.

Ter um bom planejamento faz com que as chances do seu negócio crescer exponencialmente sejam muito maiores, além de fazer com que ele se torne sólido e estável.

Além de tudo isso, atualize-se frequentemente, busque por novos cursos, sobre administração, finanças, gestão e empreendedorismo. Leia com frequência e faça planejamentos com revisões constantes.

Com os investimentos corretos, sem dúvida alguma o resultado é garantido e a partir daí uma realização profissional e pessoal se concretiza. Avalie tudo isso e pense que nunca é tarde para começar ou recomeçar.

Quer ficar por dentro das novidades do mercado jurídico? Não deixe de acessar nosso blog  e acompanhar os conteúdos disponíveis que farão diferença na sua carreira profissional.

Se gostou desse artigo deixe seu like e compartilhe conosco em comentários sua opinião e sua experiência durante o processo de abertura do seu escritório de advocacia ou ainda, do seu planejamento para um futuro negócio.

Ainda como importante dica de leitura que o auxiliarão na gestão do seu escritório de advocacia, acesse:

Continue nos acompanhado também através do nosso Site Oficial, Facebook, Instagram e LinkedIn.

Até a próxima!!!

Share this post on:
Redatora Especializada em Gestão Jurídica

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga-nos

Fique por dentro das novidades, lançamentos e muito conteúdo útil para o seu dia a dia.

Siga-nos

Fique por dentro das novidades, lançamentos e muito conteúdo útil para o seu dia a dia.